domingo, 18 de dezembro de 2011

Depois de Horas (After Hours)



Sabe quando você é seduzido por um filme antes dos 15 minutos de exibição? Pois é digníssimos leitores desse modesto blog, isso aconteceu comigo durante a apreciação de Depois de Horas (1985) do Martin Scorsese e que tem a cara dos anos 80. Sei que a obra possui algumas imperfeições, mas mesmo assim considero hoje um dos melhores desse magnífico diretor. Recomendo assistir durante a madrugada, pois é justamente nesse horário que a trama se desenrola.

A história nos apresenta Paul Hackett (Griffin Dunne), um rapaz solitário e desanimado com o emprego que tem. Após uma noite de tédio e sem conseguir dormir, já lá pelas tantas, decide parar numa lanchonete para beber um café e ler um livro (Trópico de Câncer de Henry Miller). Lá ele conhece Marcy (Rosana Arquete), que puxa uma conversa dizendo que já tinha lido o tal livro. Em seguida ambos combinam de se encontrar num apartamento de uma amiga da Marcy. A partir daí meus amigos e minhas amigas, as situações mais improváveis e absurdas acontecem com o pobre rapaz que no final das contas, o que ele mais deseja no mundo, é justamente retornar para sua casa. Como mesmo diz a minha mãe: "Nada como a nossa casa."

Um dos grandes trunfos do filme ao meu ver, é mesclar suspense,drama e comédia na dose certa. Há momentos de pura tensão com outros extremamente hilários.

Scorsese (que tem o seu momento Hitchcock quando faz uma ponta em uma festa punk) apresenta mais uma vez a sua querida Nova York durante a madrugada e com seus diversos personagens preenchendo as paisagens. Seu trabalho de direção e de toda a sua equipe contribuí e muito para deixar o espectador cada vez mais sintonizado na trama. Desde o roteiro ágil de Joseph Minion, passando pela bela fotografia de Michael Ballhaus e indo até a edição de Thelma Schoonmaker, todos estão de parabéns. Isso sem citar a trilha de Howard Shore que sublinha as cenas de forma estupenda.

Um filme que injustamente não tem o mesmo reconhecimento de outras obras do diretor como os Bons Companheiros, Taxi Driver e Touto Indomável só para citar alguns.

Como diz o meu amigo Marcelo (Um ano em 365 filmes): "Esse é clássico!" Concordo plenamente Celo. Nota 10.

12 comentários:

  1. Assisti esses dias e se tornou o meu favorito do Scorsese. Muuuuuito bom!

    Abs,
    http://aqueleamordecinema.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Brunão, meu camarada, sabe q gosto muito de DEPOIS DE HORAS, compartilho com vc a ideia de q esse é um dos melhores Scorcese. Clássico Total!

    Abração!

    ResponderExcluir
  3. É um divertido filme que mostra uma engraçada galeria de personagens, inclusive a dupla Cheech e Chong como os drogados no caminho de sorvete.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Olá, Bruno,

    Sentindo sua falta lá no bloguinho... correria por aí!!??

    Scorcese é O cara e merece todo o reconhecimento!!!

    Então quer dizer que vc está todo envolvido com esse lance de ser pai!? Isso é bom, muito bom!!! rs... já é um super ponto positivo!!!! Adorei o "parabéns mamãe, professora, roqueira, blogueira... acima de tudo guerreira!"...

    Tenho certeza que sua experiência como papai noel foi linda!!!! Isso é mágico, né!? Fiz uma postagem , "Fique esperto, Noel", mais radical, sobre o bom velhinho, em homenagem aos amigos que são contra esse incentivo. Tipo, achei pertinente, diante de todos os comentários!! rsrs... viva a diversidade de pensamentos... a postagem ficou legal, depois dê uma conferida lá...

    ahhhhhh, tem a postagem mais recente também... chamada "jingle bell, jingle bell... ihh vai nascer!!", onde relato como foi minha noite de natal, no ano de 2001, quando meu filho deu o grito de liberdade e deixou claro que iria nascer!! Vc vai gostar, eu acho!! kkkkk...

    bjks JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  5. Alan, que bom ver seus comentários novamente no blog. Já vou te linkar aqui também. Valeu a visita.

    Celão, não esparava gostar tanto assim do filme. Me surpreendi positivamente.

    Hugo, fiquei tão deslumbrado com o filme que nem percebi os persagens famosos. Muito bacana.

    Joicy, aqui tá uma correria total. A paternidade ocupa um bocado de tempo pra gente né? Mas o amor e o carinho dos filhos (filhas) no final compensa tudo. E olha que nem sou pai ainda hein??? Hehehehe Vou fazer uma visitinha lá no teu blog e deixar um comentário antes mesmo do Natal. Ser Papai Noel foi muito bacana. Ano que vem vou entrar no roupão do velhinho de novo.

    Um bom Natal para todos.

    ResponderExcluir
  6. Belo texto, amigo. Ainda não vi, esse. Gosto de filmes com essa temática. 2012 Repleto de muita felicidade. Um abraço...

    ResponderExcluir
  7. Olá, querido! Que legal vc ter gostado do relato! Vai se preparando que logo logo será vc, aí com bebê novo, heim!? Obrigada!!! . Beijos e excelente natal para você e sua família também!!

    ResponderExcluir
  8. Olá,meu nome é Viviane,tenho um blog literário, e vim te pedir, de blogueira para blogueira que me ajude, visitando meu blog e seguindo,visitarei o seu tb. Estou no começo e tenho muito a aprender, para fazer de meu blog uma arma para difundir a leitura.Conto com vc, e desde já agradeço.

    Bjs.
    link do meu blog : http://vivianeblood.blogspot.com/

    Perdoe minha divulgação aqui, vc sabe como é complicado qd começamos um blog literário,espero que compreenda mesmo.Seu blog é muito legal, já estou seguindo, independente se visitar e seguir o meu.

    ResponderExcluir
  9. Bruno, estou voltando aqui pra pedir um favorzinho. Tem como vc atualizar o link do Umas e outras (jlmilinha.blogspot.com) na aba de sua "lista de blogs recomendados"? Acho que encontrei a raiz do problema com a atualização do meu bloguito(que está aparecendo como se eu tivesse atualizado há 3 semanas, sendo que a última postagem foi publicada dia 26, ontem)... Agradeeeeeço!! hihihihi

    bjks JoicySorciere - Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  10. Fala Maxwell...rapza muito obrigado pelos elogios. Não deixe de assistir esse Scorcese hein... Feliz 2012 para voce também.

    Joicy, acabei de ler seu ultimo post no teu blog maravilhoso e gostaria de mais uma vez agradecer o carinho e a força que vc dá ao meu blog. Muito obrigado mesmo.
    Acho que o problema no link já foi solucionado.

    Viviane, seja bem vinda ao B-Cine. Jálinkei teu blog que por sinal é excelente. Parabéns. Volte sempre.

    Feliz 2012 para todos.

    ResponderExcluir
  11. Depois de Horas é um dos meus Scorsese (uma correção: é um erro comum, mas é Scorsese, com "s") favoritos. Impressionante como só acontece desastre, um após o outro, transformando-se em uma divertida e agoniante bola de neve. Há alguns que dizem que o filme parece de um estreante na direção, por sua ousadia e folego. Sobre o Scorsese aparecendo no filme, ele faz isso também, que eu lembre, em Touro Indomável e Taxi Driver!

    ResponderExcluir
  12. Olá Júlio, seja bem vindo ao meu blog. Gostaria de agradecer imensamente não somente pela visita mas também pela correção do Scorsese com S. Não sei de onde eu tirei esse C... hehehehe
    Rapaz, esse filme é perfeito dentro da imperfeição. E é uma delícia de filme. Qualquer dia desses de insônia eu revejo.
    Grande abraço e volte sempre.

    ResponderExcluir